Fitoterapia

Sábia e experimentada, a Medicina Tradicional Chinesa, composta por dois grandes ramos, a Acupuntura e a Fitoterapia, tem dado ao longo dos séculos (5000 anos) provas de uma eficácia que ultrapassa com frequência o próprio entendimento da Ciência, sendo por isso mesmo objecto de interesse e estudo por grande número de cientistas e médicos de todo o mundo moderno.

A Fitoterapia complementa a Acupuntura, sendo receitada em fórmulas compostas por 3 a 40 ervas medicinais chinesas, sendo um valioso recurso terapêutico.